Rafaela Canassa

Atualizado: 13 de Out de 2019


“Iniciei meus estudos no Anglo Araras no ensino fundamental, na época no 3ª série. Durante os 8 anos, pude vivenciar muitos momentos maravilhosos e conhecer pessoas incríveis que me marcaram grandemente. Desde o começo, tive como objetivo a medicina e me esforçava para tal foco. Meus professores me inspiravam e despertavam o desejo de buscar novos conhecimentos. Todavia, após a 8ª série desenvolvi um grave problema emocional, resultado da minha alta cobrança e de outros acontecimentos pessoais, sendo um deles, o falecimento de minha avó materna.

Diante dessa situação, por muitas vezes, me senti desesperada por pensar e ouvir que um vestibulando de medicina só obtém aprovação se têm como forte o emocional, algo que não estava acontecendo comigo. Primeiramente, me apeguei na palavra de Deus e fui procurar ajuda com profissionais da área e com os responsáveis da escola, já que uma das consequências desse quadro, foi o de não conseguir fazer as provas e os simulados com toda a turma.

O que mais me deixa orgulhosa de ter estudado no Anglo foi a prontidão de todos para comigo. A coordenação, juntamente com os professores, diretores e psicólogos, abraçaram a minha causa e me deram alternativas menos dolorosas para a concretização do ensino médio. Com a graça de Deus, consegui me formar e, além de tudo, avançar meus estudos, fazendo cursinho junto com o 3º colegial, experiência esta que jamais esquecerei.

Em 2014, quando finalizei o ensino médio, prestei vários vestibulares para medicina e, infelizmente, não passei nas que eu desejava: as públicas. Sabia que aquele resultado era fruto de todo um desgaste emocional muito severo, mas também que a persistência era necessária. No final de 2015, prestei Enem e decidi mudar de curso, prestei Pedagogia, minha segunda opção. Optei por esse caminho porque sou apaixonada por crianças e por ensinar. Obtive grande êxito, pois passei em primeiro lugar, fiquei bem esperançosa, mas algo dentro de mim não me deixou ir.

Durante o ano de 2016, fiz cursinho em Limeira, foi um ano muito árduo, tive que me preocupar com o meu emocional, pois alguns medos passados queriam retornar. No final do ano, prestei apenas FUVEST e ENEM, tive uma boa classificação, mas não consegui entrar, foi bem triste e, por isso, quis desistir do curso e tentar algo novo. O problema era que todas as outras provas já haviam acontecido, porém, recebi uma ligação de uma parente falando que prestaria Uniararas no próximo final de semana, me inscrevi e passei em BIOMEDICINA.

Comecei o curso e me apaixonei. Contudo, no início de junho de 2017, meus pais me incentivaram a mandar minha nota do ENEM para algumas faculdades particulares de medicina. Bom, eu fiz o pedido e, para a minha surpresa, fui aprovada em todos. Quando soube da prova da São Leopoldo Mandic, fiz a inscrição e realizei a prova, para a minha outra supresa, fui aprovada também.

Em suma, a minha gratidão a tudo de mais especial que estou vivenciando neste ano devo a Deus, em primeiro lugar, por nunca ter me desamparado, a minha família por todo incentivo e amor e ao Anglo por toda base de ensino e, principalmente, por ter pego a minha causa e ter me ajudado no momento em que mais precisei, entendendo as minhas limitações e me encorajando e acreditando em meu potencial”.


Rafaela Canassa, caloura da Faculdade de Medicina Estácio de Sá, em Ribeirão Preto.

Ed. Infantil e Ens. Fundamental

Rua Marília, 835 - Jd. Santa Rosa - Tel: 19 3544 9555

Ens. Médio e Pré-vestibular

Rua Júlio Mesquita, 905 - Centro - Tel: 19 3542 5955

arquivo.png