Ed. Infantil e Ens. Fundamental

Rua Marília, 835 - Jd. Santa Rosa - Tel: 19 3544 9555

Ens. Médio e Pré-vestibular

Rua Júlio Mesquita, 905 - Centro - Tel: 19 3542 5955

arquivo.png

A alimentação durante as provas

É muito comum vermos os alunos se munirem de lanchinhos para consumirem durante as provas. Normalmente, há muito chocolate, porque, além de agradar ao paladar de quase todos, é visto como um tipo de alimento que traz energia. Porém, qual tipo de alimento pode ser mais benéfico para os alunos durante as provas?



O primeiro cuidado que deve haver é com a alimentação antes das provas. O aluno deve estar bem nutrido, o que não significa que deve ter comido em excesso, pois isso, certamente, atrapalhará o seu rendimento. Se há muita comida no estômago, a energia do corpo se dirige para esse lugar, e a mente ficará menos ágil e atenta – o que é péssimo em uma situação de prova. É nesse sentido, que nutricionistas e nutrólogos falam em “comida para o cérebro”: um tipo de comida que dá energia para a mente, para que a concentração possa se manter durante períodos maiores de tempo.


O primeiro tipo de alimento ideal para essa forma de atividade são as frutas. Seus açúcares naturais oferecem ao cérebro uma energia limpa, que não o deixa sonolento após o consumo, o que acontece com a ingestão de alimentos mais açucarados e artificiais – como os chocolates. Sim, que pena... Mas aquela barra de chocolate talvez faça mais mal do que bem em uma situação de prova. Se consumir chocolates for inevitável, é melhor escolher os mais amargos e com bastante cacau (além de 70%).


O consumo ideal, porém, é o de frutas. A questão é que parecem inadequadas para se manusear em uma situação de prova em que o aluno tem apenas uma ficha para preencher e não pode rasurá-la ou sujá-la. Por isso, a escolha ideal são as frutas secas, e a que tem o maior destaque é o damasco seco, que tem uma quantidade de proteína que fará muito bem no momento da prova. Além disso, o damasco dá uma sensação de saciedade, além de ser muito gostoso – e tira a vontade de ficar comendo muitos doces e... chocolates!


Os nutricionistas apontam também que os melhores lanchinhos são aqueles ricos em magnésio, cobre e ferro, porque ajudam a manter o sistema nervoso saudável e ajudam os alunos a se sentirem menos cansados. Quais as melhores fontes? A nossa castanha de caju (avelãs também são muito boas)! Então, um mix de frutas secas pode ser bem legal ao invés de ter lanchinhos industrializados e cheios de química. Vale a pena um suco natural para acompanhar esse lanchinho natural. E isso vale não apenas no dia dos exames: todo dia é dia de se alimentar com cuidado e atenção!

.